Teerã, 18 jul (EFE).- O negociador iraniano para o assunto nuclear, Saeed Jalili, aconselhou aos Estados Unidos que não repitam os erros cometidos no passado, antes de partir hoje à Suíça, onde neste fim de semana se reunirá com o alto representante para Política Externa e Segurança Comum da União Européia (UE), Javier Solana.

Em declarações divulgadas pela agência de notícias oficial iraniana "Irna", Jalili disse que, se o subsecretário de Estado americano para Assuntos Políticos, William Burns, for a essa reunião com um "enfoque construtivo" e evitar erros passados, as negociações darão frutos.

O Irã deve informar amanhã uma resposta ao pacote de incentivos proposto pelo grupo formado por Alemanha e pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (EUA, Reino Unido, França, Rússia e China) sobre o programa nuclear iraniano.

Além de Solana e Jalili, também estarão presentes na reunião Burns e delegados do grupo de negociação.

Os EUA já advertiram que irão a essa reunião só para "ouvir" a resposta de Teerã ao pacote de incentivos, e não para negociar.

Jalili disse que seu país já "propôs um pacote para uma cooperação construtiva com um enfoque coletivo que reúne as preocupações comuns".

"Em troca, eles (o grupo de negociação) apresentaram um pacote, enviaram uma carta e propuseram uma idéia para continuar as conversas", acrescentou.

Jalili reiterou o compromisso iraniano de estudar o pacote de incentivos e disse que, durante sua visita a Genebra, estudarão os pontos em comum das duas propostas.

Antes, o ministro de Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, tinha afirmado durante uma visita em Damasco que a presença de um responsável americano na reunião de Genebra ajudará os EUA a ouvir o Irã diretamente. EFE msh/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.