Investidor acusado de roubar o Citibank é libertado sob fiança

Nova York, 26 ago (EFE).- O investidor americano Hassan Nemazee, acusado de roubar US$ 74 milhões do Citibank, foi libertado hoje após o pagamento de fiança depois de passar a noite na prisão de um tribunal de Manhattan, informou hoje a imprensa local.

EFE |

Nemazee, que deverá ser solto usando uma tornozeleira eletrônica para monitoramento de presos, foi posto em liberdade após apresentar um bônus pessoal garantido de US$ 25 milhões, afiançado por outras três pessoas e pela titularidade de duas propriedades do acusado, diz o site do jornal "The New York Times".

A Procuradoria federal em Manhattan acusa o investidor e arrecadador de fundos do Partido Democrata de fraude bancária, crime que prevê uma pena máxima de 30 anos de prisão e uma elevada sanção econômica.

O acusado não se pronunciou sobre sua culpabilidade durante um comparecimento judicial que teve lugar na terça-feira, nem fizeram declarações ele ou seu advogado no momento de abandonar a prisão, assegurou "The Wall Street Journal" em sua edição digital.

As autoridades alegam que Nemazee organizou um plano para induzir o Citibank a concedê-lo US$ 74 milhões em créditos desde dezembro de 2006. Para isso, apresentou ao banco documentos falsos que aparentemente mostravam que possuía ativos avaliados em centenas de milhões de dólares em diversas contas bancárias.

As autoridades determinaram, no entanto, que as contas citadas na documentação não existiam ou foram canceladas anos antes de Nemazee apresentar os documentos, segundo a Procuradoria.

Nemazee é uma figura muito conhecida nos círculos do Partido Democrata, para o qual arrecadou ao longo dos anos grandes quantidades de dinheiro que serviram para financiar campanhas como a do presidente americano, Barack Obama, segundo a imprensa local.

O ex-presidente Bill Clinton inclusive chegou a sugerir o nome do investidor para ser embaixador dos Estados Unidos na Argentina.

Segundo a Procuradoria, Nemazee devolveu nesta segunda-feira ao Citibank os US$ 74 milhões obtidos junto ao banco. EFE jju/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG