Inundações no norte da Romênia já deixaram pelo menos 4 mortos

Bucareste - As graves inundações dos últimos dois dias no norte da Romênia deixaram até agora quatro mortos, dois desaparecidos e 800 pessoas isoladas, além de levarem à evacuação de 9.300 indivíduos, informou hoje um porta-voz do Ministério do Interior da Romênia.

EFE |

Em Maramures (norte), um casal e seu filho mais novo morreram em sua própria casa, atingida por um desabamento de terra provocado pelas chuvas. Na mesma região, um adolescente de 16 anos foi arrastado pela correnteza.

Aproximadamente 3 mil casas estão inundadas, 32 delas destruídas em 169 localidades, enquanto mais de 8.700 granjas rurais estão sob as águas.

As autoridades locais informaram à agência "Mediafax" que na mesma região há cerca de 200 turistas isolados pelas águas que quebraram pontes e inundaram estradas.

O porta-voz do Ministério informou hoje que sete distritos da Romênia foram atingidos e acrescentou que a situação dos evacuados muda muito rapidamente, pois novas localidades foram inundadas após os diques de defesa dos grandes rios Tisza e Siret se romperem em vários pontos.

A água cobriu quase 500 quilômetros de estradas locais e nacionais, destruiu 941 pontes, e deixou 45 localidades sem eletricidade.

Mais de 3 mil militares, bombeiros e voluntários foram mobilizados para ajudarem no resgate dos desabrigados e para salvarem animais.

Os meteorologistas mantêm alerta máximo pelas próximas 24 horas em Maramures e no distrito de Suceava (província da Moldávia).

O primeiro-ministro Calin Popescu-Tariceanu visitou hoje os distritos atingidos pelas inundações.

    Leia tudo sobre: romênia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG