Inundações matam 64 e deixam milhares isolados no Afeganistão

Províncias do leste e nordeste do Afeganistão foram as mais afetadas

Reuters |

Dezenas de pessoas morreram e milhares tiveram que ser resgatas depois que grandes inundações provocadas por chuvas intensas afetaram o nordeste do Afeganistão, disseram funcionários locais neste sábado. A área remota foi impactada pelas mesmas condições climáticas que deixaram ao menos 400 mortos no vizinho Paquistão há alguns dias e causaram enorme destruição no lado afegão.

"Sessenta e quatro pessoas morreram e há 61 feridos junto a milhares que ficaram desabrigados", disse o porta-voz do centro de emergências do país, Asadullah Ebadi.

As províncias do leste e nordeste do Afeganistão foram as mais afetadas, disse Ebadi.

A Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf, na sigla em inglês), liderada pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), afirmou em declaração que estava trabalhando com a força aérea local para resgatar 2 mil afegãos isolados pelas inundações nas províncias de Kunar e Nangahar, em alguns casos sobrevoando áreas controladas por insurgentes para salvar as pessoas.

"As tropas foram chamadas para resgates em Kunar, cinco milhas ao sul de Asadabad. Essa é uma região de conflito, com uma história de ataques a aeronaves militares, particularmente perigosa para operações com helicópteros", destacou o tenente coronel Paul Birch, porta-voz da Força de Transição da Força Aérea Combinada.

Tropas de maioria afegã, lideradas pelo comandante de Cabul Mohammad Barat, usaram apenas dois helicópteros da força aérea do Afeganistão durante mais de 30 horas para as operações de resgate, parando apenas para abastecer.

(Por David Fox)

    Leia tudo sobre: chuvaAFEGANISTAOINUNDACões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG