Inundações matam 1 e causam perdas na Polônia

Varsóvia, 29 jun (EFE).- As graves inundações registradas no sul da Polônia durante os últimos dias mataram um homem e deixaram 6 milhões de euros em perdas, com milhares de casas atingidas e centenas de evacuados, devido ao elevado nível das águas, que, em alguns casos, superaram 1,5 metro.

EFE |

O primeiro-ministro polonês, Donald Tusk, visita hoje algumas das localidades mais afetadas pelo temporal, situadas nas regiões de Podkarpacie, Malopolska e Baixa Silésia, onde pouco a pouco se tenta recuperar a normalidade, após uma semana de intensas chuvas e ventos de até 90 km/h.

Uma criança de 2 anos permanece hospitalizada em estado crítico, após ser arrastada pelas águas em Lapanow (sul do país).

O Governo anunciou que dará ajudas de até 1,3 mil euros a cada família afetada pelas inundações, enquanto muitos dos desabrigados criticam a inoperância dos serviços de emergência, incapazes de fazer frente a uma situação que não é nova e que se repete com relativa frequência.

Em 1997, as tempestades e a cheia de vários rios inundaram 46 mil casas, causando a morte de 55 pessoas e deixando cerca de US$ 3,5 bilhões em danos. EFE nt/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG