Inundações deixam pelo menos 55 mortos nos últimos dois dias no Iêmen

Sayun (Iêmen), 25 out (EFE).- Pelo menos 55 pessoas morreram nos últimos dois dias devido às inundações causadas pelas fortes chuvas na província de Hadramut, no sudeste do Iêmen, informaram hoje à Agência Efe fontes oficiais.

EFE |

O superintendente da Polícia de Sayun, Hamid Huraki, disse que também há 2,3 mil famílias deslocadas e 500 casas destruídas em áreas do interior da província litorânea, onde 37 pessoas morreram.

Fontes oficiais em Mukalla, capital de Hadramut, situada cerca de 900 quilômetros ao sudeste de Sana, disseram que pelo menos 18 pessoas morreram nessa cidade litorânea e seus arredores.

Huraki disse que os trabalhos de resgate contam com a colaboração do Exército, que está tentando chegar a algumas localidades que ficaram isoladas.

Além disso, o Governo ofereceu alojamento aos desabrigados em edifícios públicos e escolas, e anunciou a criação de um gabinete de crise para tratar a situação.

A agência de notícias "Saba" informou que também foram atingidas pelas inundações as províncias de Al-Mahra e de Taiz.

Nos últimos dias, o sudeste do Iêmen veio registrando fortes tempestades, cuja persistência prejudica o trabalho das equipes de salvamento.

O presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, viajou ontem a Hadramut para supervisionar os trabalhos de resgate. EFE ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG