Inundações deixam 500 mil isolados no leste da Índia

Nova Délhi, 22 set (EFE).- Centenas de milhares de pessoas continuam isoladas pelas inundações, sem acesso a alimentos nem água potável, no estado de Orissa, no leste da Índia,, onde pelo menos 29 pessoas já morreram em conseqüência dos fortes temporais, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

As autoridades calculam que há três milhões de desabrigados e entre eles 570 mil pessoas estão isoladas devido ao aumento do nível do rio Mahanadi e de seus afluentes, informou a agência de notícias indiana "Ians".

Os sobreviventes se refugiaram em edifícios altos, escolas e abrigos contra furacões, depois de suas casas e pertences terem sido destruídos pelas águas nos últimos quatro dias.

"Ainda não recebemos ajuda", disse Raghunath Sahu, uma das vítimas, em declarações à "Ians". "Vivíamos com a comida que conseguimos guardar, mas agora ela acabou. Se a ajuda não chegar, teremos problemas", acrescentou.

"Pelo menos 570 mil pessoas estão isoladas depois que 40 novos diques cederam em várias partes da região", disse o funcionário G.V.

Venugopala Sarma.

Ele explicou que as equipes de ajuda estão tendo problemas para chegar a muitas das regiões afetadas devido a correntezas fortes.

"Só podemos ajudar por ar e estamos tentando chegar a eles. O Governo regional está distribuindo pacotes de ajuda com três helicópteros", acrescentou.

O Governo de Orissa informou sobre a evacuação de 300 mil pessoas nos últimos quatro dias e disse que ainda continua transportando desabrigados para áreas mais seguras perante os novos avanços das águas.

As autoridades regionais solicitaram que a Marinha se una aos corpos de segurança que estão efetuando trabalhos de resgate, segundo uma fonte oficial, citada pela agência "PTI".

O ministro do Interior indiano, Shivraj Patil, viajará amanhã a Orissa para visitar as regiões mais afetadas pelas inundações.

O rio Mahanadi transbordou após dias de fortes chuvas e afetou 17 dos 30 distritos de Orissa.

O problema se agravou porque as autoridades tiveram que abrir comportas da represa de Hirakud para evitar que transbordasse, o que causou inundações nos distritos litorâneos de Cuttack, Puri, Jagatsinghpur e Kendrapada.

Já no estado de Uttar Pradesh, no norte do país, as fortes chuvas dos últimos dias e o transbordamento de rios alagaram novas áreas que afetaram 200 mil pessoas em vários distritos da região.

"Mais de 30 municípios com uma população total de 200 mil foram afetados pelo rio Gahgra, que atingiu um nível acima do perigo", assegurou à "Ians" R. Prasad, juiz do distrito de Bahraich, um dos mais atingidos.

As tarefas de evacuação já se iniciaram nas localidades onde a situação é mais grave.

Nos distritos de Agra e Mathura, em Uttar Pradesh, por onde corre o Yamuna, foi ativado o alerta máximo e começaram evacuações em regiões baixas, já que o nível do rio está acima do perigo, da mesma forma que na vizinha Nova Délhi. EFE daa/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG