Inundações causadas pela tempestade Hanna deixam dez mortos no Haiti

PORTO PRÍNCIPE - Pelo menos dez pessoas morrem no Haiti durante a passagem da tempestade Hanna, que perdeu forças na manhã de hoje.

Redação com agências |

De acordo com a polícia local, as mortes ocorreram em Gonaives, no norte do Haiti, por causa das inundações causadas pela tempestade. Moradores da cidade contam que o nível das águas ameaça ultrapassar a altura das casas e coloca em risco as pessoas que se refugiaram das enchentes no telhado de suas residências.

O Centro Nacional de Meteorologia declarou a situação de alerta em todo o país. Como a tempestade ainda persiste em algumas regiões, foi estabelecido na zona norte do Haiti nível de vigilância vermelho, enquanto o restante do país está classificado como nível amarelo.

Intensidade

O furacão Hanna, classificado na categoria 1 na escala até 5, foi rebaixado na manhã desta terça-feira para tempestade tropical, mas deve continuar ocasionando fortes chuvas no Haiti.

Apesar de serem esperadas "poucas mudanças" em sua intensidade durante as próximas 24 horas, o sistema "poderia se transformar em furacão de novo hoje à tarde ou amanhã", informa o NHC, com sede em Miami.

Hanna se movimenta muito lentamente, com velocidade de 4 km/h e sem trajetória definida. Os analistas prevêem que a tempestade deva permancer na região até amanhã.

A temporada de furacões

Na atual temporada de furacões no Atlântico já se formaram nove tempestades tropicais e quatro furacões.

Os meteorologistas da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera americana (NOAA, em inglês) previram em agosto que esta temporada será bastante ativa, com a formação de 14 a 18 tempestades tropicais, das quais entre sete e dez poderiam se transformar em furacões.

Com informações da AFP e EFE

Veja também:

Leia mais sobre furacões , Gustav

    Leia tudo sobre: furacão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG