Inundação em mina de carvão inacabada deixa 153 presos na China

XIANGNING, China (Reuters) - O número de trabalhadores que ficaram presos devido a uma enchente em uma mina de carvão inacabada na China chegou a 153, informou a mídia estatal, no que pode se tornar um dos piores desastres a atingir a perigosa indústria nos últimos anos. Cerca de 108 homens foram retirados com segurança quando a água invadiu o poço, que ainda estava sob construção na tarde de domingo, segundo informações da agência oficial Xinhua, citando as sedes de resgate da Mina de Carvão de Wangjialing na província de Shanxi, ao norte do país.

Reuters |

Dezenas de membros da equipe de resgate fizeram fila no amanhecer de segunda-feira para entrar na mina na esperança de encontrar sobreviventes ou recuperar corpos. Alguns carregaram gigantescos trechos de cano para bombear água para fora.

Autoridades ainda estão verificando o número de trabalhadores que ficaram presos. Originalmente o número registrado era de 123.

Acredita-se que a maioria dos 261 trabalhadores que estavam no subsolo no momento do acidente eram migrantes, alguns de províncias distantes, como Hunan e Guizhou ao sul, sem melhores oportunidades de emprego que os salários oferecidos pela perigosa indústria de mineração.

A China tem a indústria de mineração que causa mais mortes no mundo, com mais de 3 mil pessoas mortas em inundações das minas, explosões, desabamentos e outros acidentes só em 2008.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG