Inundação em Istambul mata ao menos 23

Por Murad Sezer ISTAMBUL (Reuters) - Pelo menos 23 pessoas morreram na inundação desta semana em Istambul que alagou casas, transformou autoestradas em rios e afogou sete mulheres que estavam num micro-ônibus a caminho do trabalho.

Reuters |

Helicópteros militares sobrevoaram nesta quarta-feira bairros no lado europeu da maior cidade turca, que há dois dias sofre as chuvas mais intensas dos últimos 80 anos. Equipes de resgate colocaram tábuas e escadas para retirar motoristas retidos em carros e caminhões no meio da correnteza.

A emissora CNN Turk mostrou cobertores brancos sobre cadáveres achados no bairro de Halkali, perto do aeroporto internacional Ataturk, na zona oeste. Os voos no local não foram afetados.

"Meu amigo ficou preso no caminhão depois que a água subiu de repente. O veículo parou de funcionar depois de encher de água. Nós o resgatamos com um molinete", disse Kamil Coskun à TV Reuters no bairro de Ikitelli.

O governador de Istambul, Muammer Guler, disse em entrevista coletiva que pelo menos 23 pessoas morreram em dois dias, e que há oito desaparecidos.

Os históricos bairros de Sultanahmet, com suas mesquitas e palácios à beira do estreito do Bósforo, e de Beyoglu, com suas ruelas sinuosas, foram pouco afetados.

No bairro comercial de Ikitelli, os moradores tentavam salvar equipamentos de escritório em meio ao lodo. Em outras partes da cidade, pessoas andavam por avenidas com água na altura do peito.

Um executivo da seguradora Axa Sigorta estimou os prejuízos em pelo menos 70 milhões de dólares, segundo a agência de notícias Anatolian.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG