Intimidação leva British Council a deixar Irã

Londres, 5 fev (EFE).- O British Council suspendeu todas suas atividades no Irã após uma campanha de intimidação contra seu pessoal por parte das autoridades do país, assinalou hoje o diretor-executivo do organismo, Martin Davidson.

EFE |

O British Council em Teerã não contava com funcionários britânicos desde que o Irã decidiu não conceder vistos há dois anos e os 16 empregados locais se viram obrigados a se demitir após serem convocados pelas autoridades iranianas.

A organização, dedicada a promover a cultura do Reino Unido, foi vítimas das pressões por suas atividades no Irã, segundo indicou hoje o British Council em Londres.

"As ações das autoridades iranianas são inaceitáveis. São pensadas para pressionar o nosso pessoal e com a clara intenção de impedir nosso trabalho cultural e educativo no país", ressaltou Davidson.

A organização cultural especificou que retomará suas atividades assim que seus empregados possam realizar seus trabalhos "sem temor de intimidação ou assédio".

O British Council informou que cerca de 13 mil iranianos participaram de seus programas em 2008, entre eles aulas de inglês.

EFE vg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG