Interpol examina demanda do Irã para prender 25 dirigentes israelenses

Paris, 10 mar (EFE).- A Interpol anunciou hoje que examinará uma demanda do Irã, que chegou no fim de semana passado, na qual solicita uma ordem de detenção contra 25 dirigentes israelenses por envolvimento na recente ofensiva contra a Faixa de Gaza.

EFE |

A Polícia internacional advertiu que esse exame será feito levando em conta sua Constituição, e, em particular, o artigo que proíbe "qualquer intervenção ou atividade de caráter político, militar, religioso ou racial".

Também acrescentou que não fará nenhum outro comentário até que essa revisão tenha terminado e disse que esta solicitação de Teerã foi divulgada, ao contrário do que costuma fazer, porque as próprias autoridades iranianas tinham comunicado à imprensa.

A agência policial internacional disse que no sábado passado chegou a sua sede, em Lyon, a mensagem do Irã no qual este país pede a ativação de um "alerta vermelho" para a captura de 25 dirigentes israelenses, aos quais Teerã acusa de crimes de guerra, entre eles o primeiro-ministro, Ehud Olmert.

No último dia 2, a Interpol tinha desmentido que, até aquela data, as autoridades iranianas tivessem formalizado esse pedido, em resposta ao que já informavam à imprensa. EFE ac/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG