Tamanho do texto

Os serviços de inteligência americanos estão prontos para entregar suas informações confidenciais ao presidente eleito Barack Obama, num momento em que se abre uma fase de transição até o dia 20 de janeiro, quando o senador de Illinois assumirá o cargo oficialmente.

"Continuamos a servir o governo atual, mas também estamos em contato com o presidente eleito Barack Obama e com sua equipe de segurança nacional", escreveu o diretor da CIA, Mike Hayden, em uma carta enviada na manhã desta quarta-feira aos funcionários da Agência Central de Inteligência americana da qual a AFP obteve uma cópia.

Obama terá "um acesso ampliado à informação, mais amplo do que o que tinha quando era senador ou candidato (à presidência)", destacou Hayden.

"A CIA vai desempenhar um papel crucial nesta tarefa", afirmou, ressaltando que a direção da CIA se reuniu na manhã desta quarta-feira para "conversar sobre a transição".

O diretor da Inteligência americana, Mike McConnell, pediu ao diretor dos serviços de inteligência da CIA, Michael Morrell, que o represente neste processo, segundo Hayden.

dab/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.