Insurgentes seqüestram três médicos, entre eles diretor do hospital de Tikrit

Bagdá, 15 mai (EFE).- Um grupo de insurgentes seqüestrou hoje três médicos, entre eles o diretor de um hospital em Tikrit, 180 quilômetros ao norte de Bagdá, informaram fontes policiais, acrescentando que um soldado iraquiano morreu em outro incidente.

EFE |

As fontes explicaram que vários insurgentes que viajavam em dois veículos seqüestraram o diretor do hospital geral de Tikrit, Sabar Mahrus, e outros dois profissionais de sua equipe, quando viajavam em um automóvel pela estrada que une Tikrit com Beiji.

Segundo as fontes, a Polícia iniciou uma operação na região para procurar os seqüestradores, que podem ser militantes do grupo da Al Qaeda no Iraque.

Em outro incidente, um soldado iraquiano morreu também hoje e outros quatro ficaram feridos pela explosão de uma bomba durante a passagem de uma patrulha das tropas conjuntas iraquiana-americanas pelo bairro de Al Qudá, no oeste de Bagdá.

A explosão causou, além disso, graves danos em um dos veículos do Exército iraquiano.

Por outro lado, o porta-voz do Ministério do Interior iraquiano, Abdel Karim Khalaf, anunciou hoje que aumentaram para 833 os suspeitos detidos, desde sábado passado, dia no qual foi lançada uma operação militar contra os insurgentes em Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá.

Além disso, outros 51 detidos foram postos em liberdade depois que ficou provada sua inocência.

A ofensiva, chamada "Rugido do Leão", foi lançada pelas autoridades iraquianas para acabar com as atividades dos combatentes vinculados à rede terrorista Al Qaeda em Mossul e seus arredores.

EFE ah-hh-er/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG