Insurgentes morrem em explosão de bombas que fabricavam no Afeganistão

Cabul, 27 jun (EFE).- Pelo menos 15 supostos insurgentes morreram na explosão de várias bombas que fabricavam em uma mesquita da província oriental afegã de Paktika, na fronteira com o Paquistão, informou hoje o Ministério do Interior afegão.

EFE |

Cabul, 27 jun (EFE).- Pelo menos 15 supostos insurgentes morreram na explosão de várias bombas que fabricavam em uma mesquita da província oriental afegã de Paktika, na fronteira com o Paquistão, informou hoje o Ministério do Interior afegão. O fato aconteceu na sexta-feira passada no distrito de Yosuf Khel, quando os insurgentes estavam manipulando material explosivo e várias minas explodiram matando todos os presentes no templo, diz um comunicado. Entre os mortos há oito cidadãos de origem árabe, assim como cinco paquistaneses e dois afegãos. As minas e as bombas de fabricação caseira são uns dos métodos mais utilizados pelos insurgentes para atacar às tropas internacionais desdobradas no Afeganistão. Nas províncias orientais afegãs limítrofes com o Paquistão, as autoridades do país centro-asiático suspeitam que existem numerosos campos de treinamento da insurgência, que se beneficia da permeabilidade da fronteira entre os dois países. O movimento talibã afegão tem suas principais fortificações no sul e no leste do país. EFE lo-ilc/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG