Bagdá, 29 out (EFE).- Três pessoas morreram na terça-feira e 14 ficaram feridas, todas da mesma família, devido aos disparos de insurgentes perto de Baquba, capital da província de Diyala, informaram hoje fontes do Ministério do Interior iraquiano.

As fontes disseram que, no ataque, que aconteceu no final da noite de ontem, morreu o xeque Mitab al-Judoe, um dos dirigentes dos Conselhos de Salvação, compostos por militantes sunitas que colaboram com a Polícia iraquiana e o Exército americano em sua luta contra a Al Qaeda.

Entre as vítimas fatais, está uma criança, enquanto outro dois menores e três mulheres ficaram feridos, acrescentaram as fontes.

Vários vizinhos da vítima enfrentaram aos atacantes, que fugiram antes que a Polícia chegasse à casa que foi alvo da agressão.

As tropas iraquianas e americanas desenvolvem desde agosto uma operação contra os insurgentes na província de Diyala, um dos principais redutos da luta armada contra o regime, assim como do grupo terrorista Al Qaeda. EFE am/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.