Insulza pede fim da violência e início do diálogo na Bolívia

Washington, 12 set (EFE).- O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, reiterou hoje sua preocupação com os atos de violência registrados nos últimos dias na Bolívia, e pediu de novo ao Governo e à oposição que iniciem o diálogo.

EFE |

Em comunicado, o secretário-geral da OEA assinalou que as prioridades para a Bolívia devem ser o fim da violência, o reconhecimento e acatamento das autoridades legítimas, e o início de uma mesa de diálogo "onde os problemas pendentes possam ser resolvidos".

Insulza explicou que está permanentemente em contato com as autoridades dos países da região para promover uma resolução de consenso do conselho da OEA sobre os fatos acontecidos na Bolívia e sobre a necessidade "urgente" de facilitar o mais rápido possível o diálogo. EFE cai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG