Insuficiência cardíaca congestiva aumenta risco de fraturas

Os pacientes com insuficiência cardíaca congestiva têm quatro vezes mais possibilidades de sofrir fraturas graves do que aqueles que têm doenças cardiovasculares agudas, revela um estudo.

AFP |

O estudo, publicado na revista Circulation da American Heart Association, analisou 2.041 pacientes com falha cardíaca e mais de 14.000 pessoas que foram atendidas por emergências cardiovasculares em hospitais de Alberta, Canadá, entre 1998 e 2001.

Um ano depois de ter comparecido às emergências, 4,6% dos pacientes com insuficiência cardíaca congestiva (afecção na qual o coração não pode bombear sangue suficiente) haviam sofrido alguma fratura, contra 1% do outro grupo de controle.

"É o primeiro estudo que vincula a insuficiência cardíaca com o alto risco de fraturas", disse Justin Ezekowitz, principal autor do estudo e professor asistente de Medicina da Universidade de Alberta.

Ezekowitz destacou que os motivos desta alta incidência de fraturas entre enfermos crônicos do coração não estão claros, mas acredita que pode ser causada pela insuficiência de cálcio ou vitamina D nos pacientes.

Outro motivo possível é que o alto nível de hormônio aldosterona em pacientes com falha cardíaca pode estimular a excreção do cálcio do corpo.

Uma terceira possibilidade é que a falta de exercício, pelo problema do coração, impeça este órgão de trabalhar o suficiente para que os ossos não percam massa.

kdz/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG