tentativa de censura no Afeganistão - Mundo - iG" /

Instituto de Imprensa condena tentativa de censura no Afeganistão

Viena, 19 ago (EFE).- O Instituto Internacional da Imprensa (IPI) condenou hoje a decisão do Governo do Afeganistão de proibir os meios de comunicação de informar sobre atos violentos durante as eleições, o que qualificou de tentativa de censura.

EFE |

"No meio de ataques violentos no Afeganistão que mataram mais de 20 pessoas em dois dias", Cabul "pediu à imprensa que não relate sobre episódios de violência no dia das eleições" presidenciais desta quinta-feira, lembra o IPI em comunicado divulgado em Viena.

A exigência, cujo objetivo, de acordo com as autoridades afegãs é "assegurar uma ampla participação nas urnas dos cidadãos", contradiz o princípio de informação livre e independente, que deve ser "um elemento fundamental de qualquer processo eleitoral", destaca o diretor do instituto, David Dadge, na nota.

Dadge pede ao Governo afegão para não fazer represálias contra os meios de comunicação que, por interesse público, rejeitem cumprir esta medida. EFE wr/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG