Inspetores da ONU visitam nova instalação nuclear

Uma equipe de inspetores das Nações Unidas visitou neste domingo uma instalação nuclear próxima à cidade de Qom, no Irã, que era secreta até o mês passado. Os inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA), devem voltar a inspecionar o local pelos próximos dois dias.

BBC Brasil |

A visita da equipe da AIEA ao Irã acontece em meio a novas complicações nas negociações internacionais sobre o programa nuclear iraniano.

Especialistas dizem que a existência da nova instalação só foi revelada no mês passado pelo governo iraniano, aparentemente porque já teria sido descoberta por agências de inteligência ocidentais, mas o correspondente da BBC em Teerã Jon Leyne diz que o Irã teria tido tempo suficiente para remover quaisquer provas de atividades comprometedoras antes da chegada dos inspetores.

Negociações
No sábado, a Casa Branca disse que o presidente americano, Barack Obama, telefonou aos presidentes da França, Nicolas Sarkozy, e da Rússia, Dmitry Medvedev, para agradecer pela participação de seus países na elaboração dos planos da IAEA sobre enriquecimento de urânio no Irã.

Segundo os termos do acordo, a maior parte do urânio seria exportado para a agência da ONU e enviado à Rússia para enriquecimento e para a França para enriquecimento adicional.

O Irã receberia o combustível de que necessita para seu reator de pesquisa em Teerã, mas ele não seria enriquecido o suficiente para fazer uma bomba.

O governo iraniano disse que dará uma resposta sobre o acordo até a metade da próxima semana, mas parlamentares do país já expressaram insatisfação com a ideia de permitir que o urânio deixe o Irã.

Teerã diz que seu programa nuclear tem fins pacíficos, mas a descoberta da existência de uma nova instalação nuclear perto de Qom aumentou os temores ocidentais sobre a verdadeiras intenções do governo iraniano.

Negociações
A inspeção deste domingo representa a primeira vez que o Irã permite que os inspetores da AIEA visitasse a instalação para enriquecimento de urânio, construída a 160 quilômetros ao sul de Teerã.

O Irã concordou em permitir a inspeção do local após negociações no dia 1º de outubro em Genebra com os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha.

Segundo o correspondente da BBC em Teerã John Leyne, o governo iraniano anunciou a existência da nova instalação nuclear no mês passado, aparentemente após serviços de inteligência ocidentais já terem descoberto o local.

Mas, segundo ele, o tempo entre a revelação da instalação em Qom e a primeira inspeção teria dado ao Irã tempo suficiente para remover qualquer coisa no local que poderia ser incriminatória.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG