O Exército israelense afirma que uma investigação interna mostrou que suas forças operaram de acordo com as leis internacionais durante a recente operação militar na Faixa de Gaza.

Os soldados mantiveram "alto nível profissional" contra "um inimigo que tinha por objetivo aterrorizar civis israelenses", afirma o Exército.

No entanto, o relatório afirma que as forças armadas cometeram um "pequeno número de erros operacionais" e nos serviços de inteligência, que levaram à morte de palestinos inocentes. As mortes, segundo o documento, foram "inevitáveis".

A ONU está conduzindo uma investigação independente sobre supostas atrocidades cometidas por israelenses e palestinos em Gaza.

Segundo fontes palestinas, cerca de 1,3 mil moradores da Faixa de Gaza morreram nas três semanas de ofensiva militar. Treze israelenses foram mortos.

Leia mais sobre Israel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.