Ingrid Betancourt vai visitar o santuário de Lourdes

PARIS (Reuters) - A franco-colombiana Ingrid Betancourt, católica fervorosa que rezou todos os dias durante os seis anos em que esteve em cativeiro, vai visitar o santuário de Lourdes, no sudoeste da França, nesta semana, disse uma fonte próxima à ex-refém na segunda-feira. Betancourt, que foi mantida na selva colombiana pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), disse que seu resgate, empreendido pelo Exército colombiano, foi um milagre. A imprensa francesa disse no fim de semana que ela visitaria o santuário. Uma fonte próxima a Betancourt confirmou a informação à Reuters na segunda-feira.

Reuters |

O Vaticano disse na semana passada que o papa Bento 16, que pediu para que ela fosse libertada, a receberia assim que fosse possível. Ainda não foi marcada uma data para o encontro.

O santuário de Lourdes é o local onde a Virgem Maria teria a aparecido a uma camponesa em 1858. Milhões de peregrinos visitam o local todo ano, esperando ser curados por sua água milagrosa.

Betancourt saiu da selva carregando um rosário de madeira que fez durante os anos em que esteve sequestrada.

Ex-candidata à Presidência da Colômbia com dupla cidadania, Betancourt foi recebida como heroína em Paris na sexta-feira.

Ela disse a um jornal que planeja voltar à Colômbia nos próximos dias, mas não deu detalhes.

A fonte próxima a ela disse que a ex-refém participaria das comemorações do dia da tomada da Bastilha (14 de julho) em Paris e receberia a maior honraria francesa, a Legion d'Honneur, do presidente Nicolas Sarkozy.

Betancourt morou na França durante a juventude e tem dupla cidadania graças a um casamento. Durante os anos em que esteve sequestrada, a França a tratou como uma cidadã sua e milhares de franceses marcharam e fizeram campanha por sua libertação.

A ex-refém deu crédito à França pela libertação, apesar do país não ter um envolvimento direto. Ela agradeceu à campanha francesa ignorada pelo Exército colombiano, que preferiu uma operação militar às negociações. Betancourt foi salva na quarta-feira passada junto com 14 outros reféns.

(Por Pascal Lietout)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG