http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/ex_refens_norte_americanos_estao_em_bom_estado_de_saude_1416053.html target=2 Ex-reféns norte-americanos estão em bom estado de saúde http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/filhos_de_betancourt_prometem_manter_campanha_pela_libertacao_de_refens_1414208.htmlFilhos de Betancourt prometem campanha pela libertação de reféns http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/filhos_de_ingrid_betancourt_impacientes_no_voo_para_bogota_1413873.htmlEstou no paraíso, diz Ingrid ao reencontrar os filhos " / como um cão pelas Farc - Mundo - iG" / http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/ex_refens_norte_americanos_estao_em_bom_estado_de_saude_1416053.html target=2 Ex-reféns norte-americanos estão em bom estado de saúde http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/filhos_de_betancourt_prometem_manter_campanha_pela_libertacao_de_refens_1414208.htmlFilhos de Betancourt prometem campanha pela libertação de reféns http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/filhos_de_ingrid_betancourt_impacientes_no_voo_para_bogota_1413873.htmlEstou no paraíso, diz Ingrid ao reencontrar os filhos " /

Ingrid Betancourt diz que foi tratada como um cão pelas Farc

A ex-refém franco-colombiana, Ingrid Betancourt, afirmou, nesta quinta-feira, que não sabe o que fará no futuro, no dia seguinte a sua libertação pelo Exército colombiano após ter sido mantida por mais de seis anos em poder da guerrilha colombiana das Farc, que a tratou como um cão. http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/filhos_de_ingrid_betancourt_impacientes_no_voo_para_bogota_1413873.html http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/ex_refens_norte_americanos_estao_em_bom_estado_de_saude_1416053.html target=2 Ex-reféns norte-americanos estão em bom estado de saúde http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/filhos_de_betancourt_prometem_manter_campanha_pela_libertacao_de_refens_1414208.htmlFilhos de Betancourt prometem campanha pela libertação de reféns http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/07/03/filhos_de_ingrid_betancourt_impacientes_no_voo_para_bogota_1413873.htmlEstou no paraíso, diz Ingrid ao reencontrar os filhos

AFP |

AP
Com filhos ao lado, Ingrid participa de coletiva na embaixada francesa da Colômbia

"Não sei o que vou fazer no futuro", disse Betancourt em Bogotá à rede de televisão pública francesa France 2.

"Tinha me programado para mais quatro anos na selva. Essa liberdade chegou de repente. Ainda estou anestesiada pelo choque. É difícil refletir por mim mesma", confessou a ex-refém, libertada junto com outros 14 reféns, dentre esses três norte-americanos e 11 militares e policiais colombianos em uma operação do Exército colombiano.

Betancourt, que quando foi seqüestrada em fevereiro de 2002 era a candidata verde à presidência da Colômbia, explicou: "o ideal para mim seria ter o dom da onipresença, e estar ao mesmo tempo na Colômbia e na França", antes de ressaltar que tomará suas decisões em função das necessidades de seus filhos e parentes.

Betancourt reiterou seu "compromisso absoluto" na luta pelos reféns que permanecem na selva em poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Perguntada sobre as condições da detenção, a ex-refém assegurou que foi tratada "como um cão". "Nem sequer era um tratamento para um animal", afirmou, antes de afirmar que "só havia crueldade, arbitrariedade e maldade".

Também contou que durante seu cativeiro tinha "espasmos de ódio" contra seus seqüestradores. "Mas me dizia que uma vez livre, eu queria estar livre de tudo, e em especial" do ódio, explicou e disse que esperava que as Farc "corrigissem" sua política.

"É uma organização que já não representa nada na Colômbia, que já não tem nada de respeitável", afirmou.

Ingrid Betancourt voltou a falar da deterioração de seu estado de saúde durante sua detenção e indicou que "com certeza" havia pensado que morrer era uma possibilidade. "A morte chega muito muito rápido na selva", disse, antes de afirmar que seus seqüestradores a haviam privado, inclusive, de medicamentos.

Perguntada sobre seu atual estado de saúde, Ingrid Betancourt respondeu: "estou em plena forma. Em liberdade não há cansaço algum".

"Sairei por alguns dias com meus filhos para ficar sozinha com eles e simplesmente me reunir em família na maior felicidade", concluiu.

Entenda

Saiba mais sobre Ingrid

O Resgate

Imagens

Repercussão

Opinião

Leia também:

    Leia tudo sobre: farcingrid betancourt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG