Informe da HRW condena disparos de foguetes do Hamas contra civis de Israel

Os disparos de foguetes do movimento radical palestino Hamas e de outros grupos palestinos a partir da Faixa de Gaza contra civis israelense são crimes de guerra, afirma a organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) em um relatório publicado nesta quinta-feira.

AFP |

"Como autoridade que governa em Gaza, o Hamas deveria declarar publicamente que renuncia a esses ataques dirigidos contra aglomerações civis israelenses e castigar seus responsáveis, incluindo os membros de seu braço militar", afirma Iain Levine, diretor de programa da HRW e autor do informe.

"O Hamas e outros grupos armados palestinos dispararam nos últimos anos milhares de foguetes contra civis israelenses, centenas deles durante a ofensiva militar isralense de três semanas contra a Faixa de Gaza (lançada em 27 de dezembro de 2008)", assinala a HRW.

Segundo a organização, desde 2008 estes disparos mataram três civis israelenses, feriram gravemente dezenas a mais e causaram importantes danos materiais.

Os foguetes colocaram em prigo cerca de 800.000 pessoas, afirma a ONG.

"As forças do Hamas violaram as leis da guerra ao disparar deliberada e cegamente contra cidades israelenses a partir de setores habitados por civis em Gaza, expondo assim estes últimos ao perigo de uma resposta israelense", afirma ainda Levine.

Depois de novembro de 2008, duas meninas palestinas morreram quando foguetes dirigidos contra Israel caíram na Faixa de Gaza, concluiu.

chw-ms/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG