Inflação no atacado da Europa desacelera mais que o esperado

BRUXELAS (Reuters) - A redução nos custos de alimentos e petróleo garantiram uma desaceleração do índice anual de preços no atacado da zona do euro em setembro, mostraram dados divulgados nesta terça-feira. Os dados apontam para uma diminuição das pressões inflacionárias faltando poucos dias para a próxima reunião do Banco Central Europeu (BCE), que deve promover um novo corte da taxa de juro.

Reuters |

O índice de preços no atacado da região que engloba os 15 países que usam o euro como moeda caiu 0,2 por cento na comparação mensal e desacelerou a alta anual para 7,9 por cento, informou a agência de Estatísticas da União Européia.

Economistas consultados pela Reuters esperava uma queda de 0,1 por cento no mês e uma alta anual de 8 por cento.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG