A taxa anual de inflação na Grã-Bretanha aumentou de 4,4% em julho para 4,7% em agosto, o índice mais alto em 16 anos. O preço de gás, energia elétrica e alimentos elevaram o índice, de acordo com o Departamento Nacional de Estatísticas.

Analistas acreditam que o aumento de preços torna improvável um eventual corte na taxa de juros por parte do Banco da Inglaterra.

Mas com uma queda acentuada no preço da gasolina no mês passado, quando o barril estava cotado a US$ 150, alguns analistas estão otimistas de que a inflação pode estar perto de seu pico.

"Este mais recente dado de inflação, unido às recentes variações nos preços de energia, pode ser uma indicação de que a inflação pode estar perto de seu pico", afirmou Richard Hunter, analista da corretora Hargreaves Lansdown.

"Isto pode levar a um relaxamento da política monetária, com uma redução na taxa de juros na Grã-Bretanha, em um momento que os mercados estão ansiosos por sinais de recuperação."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.