Infertilidade masculina parece triplicar risco de câncer dos testículos

Os homens inférteis parecem ter quase três vezes mais riscos de desenvolver câncer dos testículos, revela um estudo publicado na revista americana Archives of Internal Medicine.

AFP |

Thomas Walsh, da Faculdade de Medicina da Universidade de Washington em Seattle, principal autor do estudo, analisou dados médicos de 22.562 homens na Califórnia que ao, lado da esposa ou companheira, se submeteram a tratamentos de fertilidade entre 1967 e 1998.

Segundo os resultados das análises clínicas do esperma, 4.549 homens deste grupo eram inférteis.

Os cientistas compararam a informação com as estatísticas sobre câncer do estado da Califórnia entre 1988 e 2004. Com isto descobriram que 34 homens do grupo foram diagnosticados com câncer de testículo pelo menos um ano depois de buscar o tratamento contra a infertilidade.

Em comparação com o homens na mesma faixa etária na população mundial, os inférteis tiveram um risco 2,8 vezes maior de desenvolver um câncer de testículo.

Os autores do estudo descartaram a possibilidade de que a infertilidade como tal ou os tratamentos possam provocar o câncer testicular. Eles privilegiaram a tese de que uma falha genética explicaria a infertilidade e o desenvolvimento de um tumor canceroso de testículo.

Além disso, os cientistas citaram como possível causa fatores ambientais, já que a frequência de tumores "germinais" de testículo - os mais comuns entre os homens jovens nos países desenvolvidos - aumentou no decorrer dos últimos 30 a 50 anos.

Também há dados que mostram que a qualidade do esperma e a fertilidade masculina registraram queda no mesmo período nos países desenvolvidos, segundo os cientistas.

js/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG