Infectados por gripe no Japão chegam a 130

Tóquio, 18 mai (EFE).- Os infectados pela gripe suína no Japão chegaram hoje a 130, a maioria estudantes de educação secundária nas províncias de Kobe e Hyogo (centro do país) que não viajaram recentemente ao estrangeiro.

EFE |

Nenhum dos afetados pelo vírus AH1N1 no Japão, cuja idade oscila entre os 5 e os 60 anos, se encontra gravemente doente, informou a agência local "Kyodo".

Desde sábado, quando se confirmou no Japão o primeiro caso da nova gripe em uma pessoa que não viajou ao estrangeiro, foram aumentando os casos de contágios neste país, que tem uma das maiores densidades de população do mundo, de 340 habitantes por quilômetro quadrado.

Fontes sanitárias assinalaram, em declarações a meios de imprensa japoneses, que vários partidas de vôlei realizadas este sábado entre equipes de diferentes institutos do centro do Japão puderam ajudar a estender a doença entre os estudantes.

Aparentemente, oito alunos de duas escolas de Kobe foram confirmados como infectados pela gripe suína, cinco dos quais são membros de uma dessas equipes de vôlei.

Perante esta rápida propagação da doença, 2,384 mil escolas públicas primárias de Kobe e Osaka decidiram suspender hoje as aulas, o que afeta a mais de um milhão de crianças.

O primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, fez hoje uma apelo à calma à população, um total de 127 milhões de pessoas, mais da metade das quais moram em núcleos urbanos.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE clb/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG