Indonésia suspende bloqueio ao YouTube

Os principais provedores de internet da Indonésia anunciaram o restabelecimento do acesso ao portal de vídeos YouTube e a outros sites que disponibilizam um polêmico curta-metragem contra o islã, após muitos protestoes de internautas.

AFP |

De acordo com Heru Nugroho, que integra a associação indonésia de provedores de internet, a decisão foi tomada em conseqüência das reclamações, que foram levadas ao ministério.

A informação ainda não foi confirmada pelo ministério das Comunicações.

No início da semana, os provedores bloquearam o acesso ao YouTube por ordem do governo, em uma reação à divulgação de "Fitna" - que em árabe significa divisão no islã -, filme de 17 minutos dirigido pelo deputado holandês de extrema-direita Geert Wilders.

O curta mistura imagens de atentados terroristas com execuções em países muçulmanos não identificados, discursos anti-semitas de autoridades iranianas e a leitura de versículos do Alcorão, nos quais se justificam as punições ao não muçulmanos.

nsh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG