Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Indonésia realiza sua maior simulação de epidemia de gripe aviária

Jacarta, 25 abr (EFE).- A Indonésia começou hoje uma simulação de três dias, a maior realizada no país, para comprovar a capacidade de resposta de seu sistema de emergência diante de uma possível epidemia do vírus da gripe aviária em humanos.

EFE |

A iniciativa, que envolve cerca de 5 mil pessoas, desde altos funcionários a moradores de povoações rurais passando por médicos e diferentes equipes de emergências, será acompanhada ao vivo por um grupo de especialistas e diplomatas internacionais.

"Trata-se de um ato muito importante da perspectiva da saúde pública", declarou Subhash Salunke, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Salunke afirmou que o exercício servirá para preparar "melhor" a Indonésia "para uma epidemia" e para que "aprenda" com a experiência de outros países em similares circunstâncias.

A Indonésia, o país mais atingido por esta doença com 107 vítimas mortais, foi tachado de "não solidário" por diferentes instituições multilaterais e Governos, ao rejeitar compartilhar as mostras de vírus de seus casos de gripe aviária sem a garantia que terá acesso direto e barato à vacina quando a obter.

Por outro lado, o secretário de Estado de Saúde e Serviços Sociais dos EUA, Michael Leavitt, acusou a Indonésia de deixar de compartilhar suas mostras com a OMS por motivos econômicos, já que assinou um acordo de cooperação com uma farmacêutica americana.

A Indonésia se transformou em janeiro na primeira nação do mundo a superar as cem vítimas mortais da doença, que é endêmica nas ilhas de Java, Sumatra e Bali.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) recentemente lançou uma advertência sobre o reaparecimento da doença em vários países, o que demonstra, segundo sua opinião, que o vírus continua sendo uma ameaça global.

Leia mais sobre: gripe aviária

Leia tudo sobre: gripe aviária

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG