Indonésia fecha acesso a vulcão após aumento de atividade

Jacarta, 4 dez (EFE).- O Governo da Indonésia fechou os acessos ao vulcão Karangetang, na ilha de Célebres, no norte do arquipélago, após o aumento da atividade sísmica da região, que começou a jogar rochas incandescentes e colunas de fumaça de 400 metros de altura.

EFE |

Os especialistas em vulcões seguem de perto a situação para ordenar, caso necessário, a evacuação dos habitantes dos arredores desse vulcão, um dos mais ativos do arquipélago indonésio.

O Centro Vulcanológico da Indonésia (VSI) pediu aos habitantes da ilha vulcânica de Siau, onde ele fica, que fiquem em alerta máximo.

O vulcão, conhecido também como Api Siau, entrou em erupção mais de 40 vezes nos últimos quatro séculos, algumas deles com grande violência, e tem cinco crateras, sendo a mais alta de 1.827 metros, na face norte, e a mais baixa de 1.784 metros, na face sul.

As duas últimas grandes erupções aconteceram em 1997, quando três pessoas morreram, e em agosto do ano passado, quando vários povados próximos ao vulcão precisaram ser evacuados.

A atividade do Karangetang voltou em 28 de novembro, segundo o Instituto Smithonian, autoridade mundial sobre vulcões, e um dia mais tarde começou a lançar pedras incandescentes e grandes colunas de fumaça preta.

A Indonésia fica sobre o chamado "Anel de Fogo do Pacífico", uma área de grande atividade sísmica e vulcânica, com mais de 400 vulcões, dos quais 129 seguem ativos. EFE jpm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG