Jacarta, 23 abr (EFE).- A Indonésia ordenou que o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) feche seus escritórios e abandone as conflituosas províncias de Papua (leste) e Aceh (oeste), enquanto não negociarem um novo acordo bilateral a respeito, informou hoje à Agência Efe a organização humanitária.

"O Governo indonésio nos comunicou que está reconsiderando nossos acordos, que são dos anos 77 e 87, para adaptá-los à nova situação do país, e exigiu o fechamento dos escritórios de Papua e Aceh", assegurou Layla Berlemont, porta-voz de CICV.

O organismo começou a desmontar suas duas sedes regionais nessas províncias.

"Esperamos que as conversas (com o Governo) terminem o mais rápido possível. Relações deste tipo são muito complexas", acrescentou Berlemont, que evitou se pronunciar sobre a possível reabertura dos centros no futuro.

Em Papua e Aceh, dois territórios ricos em recursos naturais, são muito fortes os sentimentos separatistas, o que gerou ondas de violência nos últimos meses. EFE jpm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.