Indonésia eleva alerta do vulcão Anak Krakatoa por aumento de atividade

Jacarta, 17 ago (EFE).- As autoridades indonésias aumentaram o nível de alerta do vulcão Anak Krakatoa (Filho do Krakatoa) e proibiu a aproximação a menos de um quilômetro deste monte que no século XIX registrou a maior erupção conhecida da história, informaram neste domingo fontes oficiais.

EFE |

Há uma semana, a cratera do vulcão não deixa de expulsar lava, pedras incandescentes e fumaça, e é sacudido por uma média de 120 pequenas explosões e tremores por dia.

O Centro de Mitigação de desastres Vulcânicos e Geológicos indonésio situou de novo o nível de alerta do Anak Krakatoa no grau 2, uma posição já alcançada em várias ocasiões neste ano, informou a agência oficial de notícias "Antara".

A última erupção do chamado "Filho do Krakatoa", situado no Estreito de Sunda, braço de mar que separa as ilhas de Java e Sumatra, aconteceu em junho de 1994, matando apenas uma pessoa, um turista americano.

No dia 27 de agosto de 1883, ele explodiu de forma tão violenta que pode ser escutado na Austrália - a quase 4.000 quilômetros de distância - causando a morte de mais de 36.000 pessoas, tanto por causa da lava e dos deslizamentos de terra, como pelas ondas gigantes de 36 metros de altura que arrasaram as áreas litorâneas mais próximas.

A Indonésia fica sobre o chamado "Anel de Fogo do Pacífico", uma área de grande atividade sísmica e vulcânica, e o arquipélago tem mais de 400 vulcões, dos quais pelo menos 129 são ativos. EFE jpm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG