Jacarta, 18 nov (EFE).- Indonésia e Estados Unidos assinaram um memorando que permitirá que o FBI (polícia federal americana) e a Comissão para a Erradicação da Corrupção (KPK) cooperem na luta contra a corrupção e a lavagem de dinheiro, informou hoje a revista Tempo, em seu site.

O acordo, firmado em Jacarta por ambas as agências, permitirá que o FBI opere em território indonésio e a KPK nos Estados Unidos, embora sempre submetidos às leis do país em que trabalhem, explicou Antasar Azhar, diretor da agência asiática.

O memorando inclui a troca de informação e documentos sobre investigações em curso e programas de acompanhamento de casos de corrupção e abre, além disso, as portas para cooperação na luta contra outros delitos internacionais.

Segundo o subdiretor do FBI, John Pistole, o acordo permite às autoridades americanas congelar contas bancárias vinculadas com supostos casos de corrupção.

A Indonésia é um dos países mais corruptos do mundo segundo a Transparência Internacional, organização que enuncia que essas práticas floresceram de maneira particular durante o regime do general Suharto (1966-1998).

Desde o início do ano, destacadas figuras do panorama político, econômico e judicial da Indonésia foram detidas acusadas de corrupção, entre elas um ex-presidente do banco central, promotores e alguns deputados. EFE jpm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.