Indígenas exigem na Colômbia restituição de terras de ancestrais

Bogotá, 21 out (EFE) - Pelo menos oito mil indígenas colombianos iniciaram hoje uma manifestação em direção à cidade de Cali para exigir suas terras ancestrais e para protestar contra a violência às suas comunidades, que já deixou cerca de 1.253 nativos mortos desde que Álvaro Uribe assumiu a Presidência.

EFE |

Além disso, outros 54 mil índios foram retirados de sua terra.

O representante do Conselho Regional Indígena do Cauca, Feliciano Valencia, disse hoje estar "preocupado" com a decisão da Polícia de Estradas de acompanhar a manifestação, que começou em um casario do município de Piendamó, sudoeste da Colômbia, a 100 quilômetros de Cali, e percorrerá a via Pan-americana.

Valencia reiterou que as comunidades indígenas deixaram claro que não querem a presença da Polícia na mobilização, que deve chegar a Cali no domingo à tarde ou na segunda-feira.

Enquanto isso, o líder dos protestos, Darío Tote, esclareceu que a via Pan-americana não será bloqueada, após essa ter sido fechada em vários pontos na semana passada em meio aos protestos, e disse que levarão com eles 500 caixões que representarão os milhares de indígenas que morreram, para reivindicar seus direitos.

Segundo o representante do Conselho, o objetivo é falar em Cali com o presidente Uribe e, se ele decidir não comparecer à reunião, os indígenas seguirão a manifestação até Bogotá para fazer um debate "frente a frente". EFE fer/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG