Indígenas dão ultimato às Farc para entrega de corpos de awas assassinados

Bogotá, 20 fev (EFE).- A etnia awa, respaldada pelos povos indígenas colombianos, fixou um ultimato às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), para que entreguem às autoridades da etnia os corpos dos oito índios assassinados por esse grupo guerrilheiro no sudoeste do país.

EFE |

"O ultimato às Farc, tem como prazo máximo esta segunda-feira, 23 de fevereiro, às 18h (23.00 GMT) para que entreguem a nossas autoridades indígenas os corpos de nossos irmãos sacrificados", assinala um comunicado datado de 19 de fevereiro e divulgado hoje pela Organização Nacional Indígena de Colômbia (Onic).

No dia 17 de fevereiro, as Farc admitiram ter executado oito indígenas awa porque, segundo os rebeldes, "se puseram ao serviço do Exército".

O documento dos indígenas diz que se cumprido esse prazo, não forem devolvidos seus mortos, os irão buscar no que denominaram uma "minga (mobilização) humanitária pela dignidade e pela busca dos corpos". EFE ocm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG