Milhares de indígenas equatorianos bloquearam nesta terça-feira os acessos ao Congresso em Quito para protestar contra um projeto do governo sobre os recursos hídricos, que segundo eles vai privatizar a água, observou a AFP no local." /

Milhares de indígenas equatorianos bloquearam nesta terça-feira os acessos ao Congresso em Quito para protestar contra um projeto do governo sobre os recursos hídricos, que segundo eles vai privatizar a água, observou a AFP no local." /

Indígenas cercam Congresso do Equador

Milhares de indígenas equatorianos bloquearam nesta terça-feira os acessos ao Congresso em Quito para protestar contra um projeto do governo sobre os recursos hídricos, que segundo eles vai privatizar a água, observou a AFP no local.

AFP |

Milhares de indígenas equatorianos bloquearam nesta terça-feira os acessos ao Congresso em Quito para protestar contra um projeto do governo sobre os recursos hídricos, que segundo eles vai privatizar a água, observou a AFP no local.

Membros das comunidades aborígenes andinas, muitos armados com tacapes, cercaram a Assembleia Nacional, no centro moderno da capital, no momento em que os legisladores iniciavam o segundo e definitivo debate sobre a lei de Recursos Hídricos, Uso e Aproveitamento da Água.

Os manifestantes se concentraram nos acessos ao Congresso para impedir a saída dos parlamentares.

Um grupo de nativos, liderado pelos presidentes da Confederação de Nacionalidades Indígenas do Equador (Conaie), Marlon Santi, e da Ecuarunari, Delfín Tenesaca, entrou no Congresso para dialogar com os deputados.

A Conaie - que diz representar 35% da população equatoriana, convocou em fevereiro uma campanha nacional contra o projeto hídrico e a mineração a céu aberto nas comunidades indígenas.

axm/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG