Bogotá, 9 fev (EFE).- Pelo menos oito indígenas do povoado colombiano Awa foram assassinados por supostos rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em um assentamento do departamento de Nariño, sudoeste, informaram hoje porta-vozes da minoria em Bogotá.

O presidente da Organização Nacional Indígena da Colômbia (Onic), Luis Evelis Andrade, disse à Agência Efe que as autoridades Awa puderam confirmar a morte de oito aborígines por parte dos rebeldes, mas que temem pelo destino de outros dez.

O indígena afirmou que os awas foram mortos entre 4 e 6 de fevereiro no assentamento de Tortugaña-Telembí.

A comunidade faz parte da Unidade Indígena do Povo Awa (Unipa), que recentemente denunciou ter recebido ameaças de morte por parte das Farc, disse Andrade. EFE jgh/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.