Indígena morre em campo minado das Farc

Bogotá, 5 abr (EFE).- Um indígena da etnia awá morreu e seus três filhos, todos menores de idade, ficaram feridos hoje ao passarem por um campo minado instalado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no sudoeste do país.

EFE |

A vítima mortal foi identificada como Ermes Nastacuás. Ele teria sido destroçado pelo impacto da explosão.

Entidades de defesa dos povos indígenas colombianos condenaram "este ato de violência, onde novamente voltam a ser vítimas nossos irmãos indefesos".

Há cinco dias, teve fim uma marcha na qual cerca de 600 awás se internaram na selva colombiana, em uma área repleta de minas colocadas pela guerrilha, para recuperar os cadáveres de membros dessa etnia assassinados pelas Farc.

A guerrilha admitiu por meio de comunicado divulgado em 17 de fevereiro ter executado oito indígenas aos quais acusou de colaborar com o Exército colombiano. EFE rrm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG