Índice de aprovação de Lula alcança número recorde

Rio de Janeiro, 22 set (EFE).- A aprovação do Governo do presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, chegou a 68,8% em setembro, o índice mais alto para um líder desde 1998, quando começou a medição do instituto Sensus, informou hoje a instituição.

EFE |

A aprovação recorde de Lula foi atribuída pelos analistas do Sensus aos bons indicadores econômicos do país, especialmente ao aumento da renda e à redução do desemprego.

Segundo o diretor do Sensus, Ricardo Guedes, a explicação para essa popularidade está "na economia, na redução dos problemas sociais, na estabilidade econômica, no aumento de poder de compra e no salário mínimo".

Na pesquisa anterior do Sensus, feita em abril passado, a aprovação do Governo era de 57,5%.

Entre as duas pesquisas, a desaprovação caiu de 11,3% para 6,8%.

A porcentagem dos que qualificam o Governo como regular caiu de 29,6% em abril para 23,2% em setembro.

A enquete foi feita de 15 a 19 de setembro com uma amostra de 2 mil pessoas em 136 municípios brasileiros.

O resultado contrasta com o de setembro de 2004, quando, em meio a um escândalo de corrupção, Lula registrou uma aprovação de apenas 29,4%, quase empatada com a rejeição a sua gestão, que então foi de 24,1%. EFE cm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG