Índia tem primeira morte por gripe

Nova Délhi, 3 ago (EFE).- Uma estudante de 14 anos da cidade de Pune, no estado de Maharashtra (oeste), foi a primeira pessoa a morrer de gripe suína na Índia, informou hoje o Ministério da Saúde.

EFE |

A jovem chegou a se consultar com um médico no dia 21 de julho, quando tinha dor de garganta, dor de cabeça e mucosidade. Como melhorou, no dia 23 voltou às aulas.

Dois dias depois, no entanto, a estudante teve febre e procurou um médico particular. Em 27 de julho, foi internada num hospital de Pune, cidade próxima a Mumbai, e transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) 48 horas depois.

O tratamento que a menina recebeu contra a gripe não foi suficiente para salvá-la, confirmou o Ministério da Saúde. Em nota, o departamento afirmou que médicos e familiares da vítima estão sendo monitorados para afastar qualquer possibilidade de contágio.

Três médicos e uma enfermeira que tiveram contato com a adolescente e desenvolveram sintomas da doença também foram colocados sob tratamento.

Até o momento, a Índia confirmou 558 pessoas com a gripe, das quais 470 já receberam alta.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE sp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG