Índia registra mais de 30 mortes pela gripe

Nova Délhi, 20 ago (EFE).- A Índia ultrapassou o número de 30 vítimas fatais por causa da nova gripe, depois que foram registradas os duas primeiras mortes em Nova Délhi, informou hoje uma fonte hospitalar.

EFE |

N.K. Chaturvedi, porta-voz do hospital Ram Manohar Lohia, disse que as vítimas fatais são Samrat Pandya, de 31 anos e que sofria de miocardite, e Renu Gupta, de 38 anos, segundo as agências de notícias "Ians" e "PTI".

Diante da falta de números oficiais, as duas agências avaliaram o número de mortos por causa da nova gripe em de 32 a 38, desde que, em 3 de agosto, aconteceu o primeiro falecimento.

Segundo uma fonte do Ministério da Saúde indiano citada pela "PTI", o número total de pessoas com a nova gripe era ontem de 2,242 mil, e 758 delas já receberam alta médica.

Nas últimas semanas, a imprensa indiana está dando ampla cobertura aos novos casos e, em Nova Délhi, já é comum ver muitos cidadãos cobrindo o rosto com lenços.

Apesar de não terem sido registrados muitos casos nos primeiros meses, o alarme social gerado pela evolução da nova gripe na Índia levou o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, a pedir tranquilidade, em seu discurso no dia 15 por ocasião do aniversário da independência do gigante asiático.

"A situação não justifica um transtorno da vida cotidiana baseado no medo e na ansiedade", disse aos cidadãos. EFE amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG