Índia e Rússia assinam acordo de cooperação nuclear civil

Nova Délhi, 5 dez (EFE).- A Índia e a Rússia assinaram hoje um histórico acordo de cooperação nuclear civil, que significará a construção de novas usinas e se junta aos já assinados pelo primeiro país com os Estados Unidos e a França.

EFE |

O acordo, que inclui a construção de quatro reatores atômicos russos na usina de Kundankulam, no sul indiano, foi assinado pelo primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, e pelo presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, em visita à Índia.

"A assinatura de um acordo de cooperação nuclear civil é um novo marco na história de nossa cooperação com a Rússia no campo da energia nuclear", disse Singh, durante uma entrevista coletiva conjunta com Medvedev.

A Índia e a Rússia emitiram uma declaração conjunta e assinaram nove acordos em várias matérias, como comércio, turismo e espaço, um setor no qual os dois países colaborarão para realizar missões tripuladas.

Um desses acordos é um contrato pelo qual a Índia se compromete a comprar 80 helicópteros MI-17V-5.

Após Estados Unidos e França, a Rússia é o terceiro país a assinar um acordo de cooperação nuclear com a Índia, que conseguiu nos últimos meses obter permissões do Grupo de Fornecedores Nucleares (NSG, em inglês) e da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), apesar não ser signatário do Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

A Índia e a Rússia já tinham assinado um memorando de entendimento em janeiro de 2007 para a construção dos reatores, durante uma visita do então presidente russo, Vladimir Putin.

Medvedev chegou ontem à noite e hoje deve se reunir com os principais líderes da Índia, um país que manteve fortes laços históricos com a União Soviética e, depois, com a Rússia. EFE daa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG