Tamanho do texto

Islamabad, 24 jun (EFE).- Delegações de Índia e Paquistão se reuniram hoje, em Islamabad, para comprometer-se a continuar trabalhando em medidas conjuntas contra o terrorismo, três dias antes da reunião, em Nova Délhi, dos ministros de Exteriores de ambos os países.

Segundo um comunicado do Ministério de Assuntos Exteriores paquistanês, as delegações "compartilharam informações" em matéria antiterrorista, e sublinharam a necessidade de dar prosseguimento ao diálogo entre ambas as potências nucleares.

Ambas as partes, lideradas por seus respectivos vice-secretários de Exteriores, expressaram a vontade de "ajudar-se nas investigações através da troca de informações específicas para prevenir atos terroristas e de violência", segundo a nota.

"O encontro se desenvolveu em uma atmosfera muito positiva", explicou à Efe o porta-voz de Exteriores paquistanês, Mohammad Sadiq, acrescentando que "dentro de dois ou três meses" se realizará outra reunião do chamado "comitê conjunto antiterrorista".

O encontro deste comitê inscreve-se no diálogo sobre vários pontos mantido por ambos os países desde 2004, cuja quarta rodada foi realizada no mês de maio, em Islamabad, com a presença do ministro de Exteriores do Paquistão, Shah Mahmoud Qureshi, e de seu homólogo indiano, Pranab Mukherjee.

Ambos se comprometeram a "salvaguardar" o cessar-fogo na disputada fronteira da Caxemira, pouco depois que o Exército indiano acusou o paquistanês de violar pela primeira vez a trégua, com disparos de suas tropas contra posições indianas.

Além disso, em 20 de junho, quatro militares paquistaneses morreram em um tiroteio com supostos insurgentes na fronteira entre a Índia e o Paquistão.

Pela chamada "Linha de Controle" transitam constantemente insurgentes que, segundo a Índia, apóiam grupos separatistas armados em sua parte do território, povoada por uma maioria muçulmana. EFE igb/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.