Os secretários de Exteriores da Índia e do Paquistão se reunirão nesta quinta-feira em Nova Délhi para reativar o diálogo bilateral, suspenso desde novembro de 2008, embora exista pouca expectativa de acordos concretos.

Uma delegação paquistanesa liderada pelo secretário de Exteriores, Salman Bashir, viajou à Índia. Bashir deve se reunir com o secretário de Exterior da Índia, Nirupama Rao; com o conselheiro indiano de Segurança Nacional, Shivshankar Menon; e com o ministro de Exteriores, S. M. Krishna.

A Índia quer centrar essa rodada de conversas "essencialmente" no terrorismo, segundo disse na quarta-feira o ministro Krishna perante o Parlamento, mas o Paquistão prefere estender o âmbito da reunião a outros temas polêmicos, como a Caxemira.

Bashir, o secretário de Exteriores paquistanês, reuniu-se na quarta-feira com vários líderes do movimento independentista da Caxemira, o Hurriyat.

O "diálogo integral" - um formato formal de negociações - que era mantido por Índia e Paquistão ficou interrompido por causa do ataque terrorista de novembro de 2008 em Mumbai, atribuído pela Índia a um grupo islamita com base no Paquistão.

Os dois países travaram três guerras desde a independência e a partilha do subcontinente, em 1947, e continuam sem chegar a acordo sobre o status da Caxemira e outros pontos da fronteira comum, onde ocorrem frequentes conflitos.

Leia mais sobre: Índia - Paquistão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.