Índia diz que capturou 23 homens e frustrou ataque pirata no Golfo de Áden

Nova Délhi, 13 dez (EFE).- A Marinha indiana afirmou hoje que um de seus navios capturou 23 piratas que tentaram seqüestrar uma embarcação etíope nas águas do Golfo de Áden, a 160 milhas náuticas do litoral iemenita.

EFE |

Os piratas - doze somalis e onze iemenitas - permanecem na embarcação indiana, enquanto se resolvem os procedimentos legais sobre seu desembarque e como e onde atuará a Justiça contra eles, segundo um porta-voz da Marinha indiana, citado pela agência "Ians".

"Por volta das 12h (4h30 de Brasília), a embarcação 'Mysore' recebeu um aviso de socorro da embarcação etíope 'MV Jide'", disse o porta-voz, que acrescentou que o ataque foi realizado por dois navios de piratas.

Com o apoio de helicópteros militares, o "Mysore" conseguiu frustrar o assalto e capturou 23 piratas, segundo o porta-voz.

A Marinha indiana apreendeu também sete fuzis, uma espingarda de 5,56 milímetros, um GPS e um telefone celular.

Em 18 de novembro, a Marinha indiana já dissera haver frustrado outro ataque na mesma zona, mas, no fim, reconheceu ter afundado por engano um pesqueiro tailandês seqüestrado pelos piratas, com 16 tripulantes a bordo.

O Golfo de Áden é cenário constante de ataques piratas, que este ano atingiram dezenas de embarcações.

Em junho, o Conselho de Segurança das Nações Unidas adotou uma resolução que autoriza navios de guerra estrangeiros a perseguir os piratas, se antes receberem o sinal verde das autoridades da Somália. EFE amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG