Nova Délhi, 7 jul (EFE).- O Governo indiano condenou firmemente o covarde atentado suicida que causou hoje 28 mortos e 141 feridos às portas de sua embaixada em Cabul, capital do Afeganistão.

"Lamentamos profundamente o atentado com carro-bomba na embaixada indiana em Cabul. Tememos que haja baixas entre nosso pessoal e estamos esclarecendo os detalhes", indica um comunicado emitido pelo Ministério de Exteriores indiano.

"O Governo da Índia condena firmemente este covarde ataque terrorista sobre sua missão diplomática no Afeganistão. Estes atos não nos dissuadirão de levar a cabo nossos compromissos com o Governo e o povo afegãos", acrescenta a nota do Governo.

Pouco após conhecer-se o atentado, o ministro de Exteriores indiano, Pranab Mukherjee, convocou uma reunião de urgência em Nova Délhi com o ministro da Defesa, A. K. Antony, e outros altos funcionários para discutir a situação, segundo a agência indiana "PTI".

"Estamos em contato com nosso embaixador, que está supervisionando a assistência de saúde", afirma o comunicado.

O embaixador indiano no Afeganistão, Jayant Parsat, tinha declarado que um dos guardas de segurança da embaixada morreu devido à explosão, e que outros cinco trabalhadores ficaram feridos.

No Afeganistão, onde cerca de 3.000 indianos trabalham em obras de reconstrução e projetos de desenvolvimento, morreram este ano mais de 1.800 pessoas vítimas da violência. EFE daa/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.