Índia anuncia morte de 245 rebeldes na Caxemira

Nova Délhi, 7 mar (EFE).- O Governo indiano informou hoje que, ao longo de 2009, as forças de segurança na Caxemira mataram 245 terroristas, como as autoridades se referem aos rebeldes ligados a grupos armados que lutam pela independência da região ou por sua anexação ao Paquistão.

EFE |

De acordo com a agência de notícias "Ians", o vice-ministro de Interior, Ajay Maken, revelou o número em um documento enviado ao Parlamento.

Ainda segundo o funcionário, até 21 de fevereiro deste ano, outros 27 terroristas foram mortos pelas forças de segurança na região.

O vice-ministro também lembrou que, no ano passado, 485 rebeldes tentaram cruzar ilegalmente a fronteira do Paquistão com a Índia.

O Governo indiano já havia divulgado semanas atrás que 110 rebeldes conseguiram atravessar a divisa entre as duas Cachemiras, conhecida como Linha de Controle.

No documento que entregou ao Parlamento, Maken disse que, este ano, a Índia tentará evitar que a linha que divide a Cachemira seja usada pelos fundamentalistas para o lançamento de incursões em território indiano.

Para isso, fortalecerá a cerca fronteiriça, aumentará e melhorará os armamentos do Exército e estreitará a cooperação com o serviço de inteligência.

No seu informe, o vice-ministro não apresentou dados sobre o número de civis e soldados mortos em 2009. EFE amp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG