Índia acusa serviços secretos do Paquistão de apoiar tráfico de ópio

Nova Délhi, 19 fev (EFE).- O Escritório de Controle de Narcóticos indiano acusou hoje os serviços de inteligência paquistaneses (ISI) de ajudar os narcotraficantes que introduzem ópio ilegalmente na Índia através da fronteira entre os dois países.

EFE |

"Temos pistas específicas sobre o papel do ISI no contrabando de drogas à Índia", disse o subdiretor-general do Escritório de Controle de Narcóticos, Om Prakash, citado pela agência "Ians".

Após lembrar que o Afeganistão produz 90% do ópio mundial, informou que as autoridades indianas apreendem anualmente uma média de 2 toneladas dessa substância.

"Mais de 55% do ópio da Índia procede do Afeganistão e é introduzido a partir do Paquistão com a ajuda do ISI", disse Prakash durante a apresentação de um relatório sobre drogas e narcotráfico.

O ópio é uma das principais fontes de financiamento dos talibãs e outros grupos armados no Afeganistão. EFE mb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG