Incursão israelense na Faixa de Gaza mata 4 palestinos e fere 3

(atualiza número de vítimas e bombardeios aéreos) Gaza, 4 nov (EFE) - Pelo menos quatro palestinos morreram e três ficaram feridos em uma incursão do Exército israelense na Faixa de Gaza.

EFE |

Fontes palestinas em Gaza disseram que um contingente israelense invadiu a faixa territorial na altura da localidade de Dir el-Balah ao leste do campo de refugiados de Al-Bureij, onde se depararam com milicianos islâmicos armados.

A incursão do Exército é a primeira desde que Israel e a Autoridade Nacional Palestina (ANP) selaram uma trégua em junho.

Na troca de tiros, um dos milicianos do Hamas morreu e pelo menos outros três ficaram feridos, disseram fontes médicas em Gaza.

Os outros três foram mortos por um foguete disparado por um helicóptero israelense contra milicianos que disparavam bombas.

Habitantes do campo de Al-Bureij, próximo ao local, contaram ter ouvido várias explosões e tiros, tanto dentro da Faixa de Gaza quanto de fora.

Em comunicado à imprensa, as Brigadas Ezzedin Al-Qassam, braço armado do Hamas, informaram que seus homens dispararam pelo menos dez projéteis de morteiros contra o contingente militar israelense.

O Exército confirmou à Agência Efe a incursão de sua força no território palestino, do qual se retirou em 2005, e informou que o objetivo era destruir um túnel que as milícias palestinas tinham cavado em direção a território israelense.

"É uma operação pontual, cerca de 250 metros da fronteira, para detonar um túnel", disse o porta-voz, que assegurou que a operação "não tem a intenção de romper o cessar-fogo, e sim neutralizar uma ameaça muito séria para o seqüestro de soldados".

Há dois anos, três milícias palestinas seqüestraram o soldado israelense Gilad Shalit através de um túnel que cruzava a fronteira um pouco mais ao sul.

Esse fato deu origem a incessantes ataques mútuos até que Israel e Hamas pactuaram, em 19 de junho, uma trégua de seis meses a fim de poder negociar uma troca em condições de calma. EFE sar/sc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG